Covil

O pior PARALÍTICO é aquele que não quer andar.
Quem MORRE por gosto não cansa.
Quem muito se ARMA, muito se fode.
Mais depressa se apanha um mentiroso do que um COXO.

Saturday, June 25, 2005

De volta ao politicamente correcto (intenção)...

Acabei de ler um post em que o contributor faz referência à forma abusivamente repetitiva com que, ultimamente, muitas pessoas utilizam "certas e determinadas" (não resisti!) expressões captadas na TV! Agora só me apetece dizê-las e repeti-las aqui!

Depois deste início de post brilhantemente pertinente, comprometo-me a 3 coisas:
1. esforçar-me por não dizer mais expressões "daquelas de que nós já falámos";
2. tentar não colocar aqui mais nenhuma asneira, qual garantia de (mais) uma bebedeira para a minha sócia covilense;
3. fazer por realmente escrever coisas politicamente correctas.

Só um aparte: Adriana, escapou-te um pormenor que, no meu lugar, não me teria escapado: não só aqui a menaça colocou, de forma negligente e - arrisco - provocatória, a palavra "que todos nós sabemos" (e não se trata de mais uma expressão do tipo: "Ah e tal", atenção!) em caracteres maiúsculos, como ousou fazê-lo duas vezes. Cheira-me que intencionalmente. Por falar em cheiros, nem vos conto o que hoje fui obrigada a cheirar... fico-me por um "não foi bonito de ser ver", passando a ironia dos sentidos envolvidos. (*)

Ora bem, vamos lá ver se salvo este blog da desgraça. Sugestões para possíveis-próximos-assuntos-politicamente-correctos-a-debater, sem medo e vergonha, à frente de toda a gente:
Afinal, foi esse o compromisso da manceba Diana e da pagem Adriana: poder gritar ao mundo coisas bonitas e simpáticas, coisas que qualquer criança pudesse ler à socapa dos pais na net, para depois, hipocritamente, se sentir jovem e livre para as discutir com os mesmos à mesa, enquanto o cesto do pão passa de mão em mão (em minha casa o pão está directamente na mesa, é uma frustração... às vezes, numa ou outra ocasião especial, lá se tira a cesta do armário... e é sempre lindo!).

* O que é feito do Pipo?
* Qual deverá ser o perfil psicológico de um voluntário das florestas?
* Deve haver música de fundo nas bibliotecas?

Agora falando muito a sério. A parte deste post que me roubou mais tempo foi mesmo esta de encontrar temas politicamente correctos. Os 3 vão dar que falar e, meu Deus, muita gente vai sair melindrada.

O que foste tu fazer, Diana? Tss Tss...


(*) Acho que f*di tudo (ou pelo menos os 3 "comprometimentos") com este parágrafo. "F*di" não é asneira... lê-se: "feasteriscodi". Soa a asneira? Ofende alguém? Não me parece. Sóbria, Adriana, manter-te-ás sóbria!

5 Comments:

  • At 10:52 PM, Blogger BRASIL MELHOR said…

    Adriana, li seu texto e achei interessante, me pareceu que ao escrever vc estava meio revoltada. Sera?
    Dê uma olhada no meu blog, vê se gosta do tema e se quiser comentar eu te agradeço.

     
  • At 1:03 AM, Anonymous Anonymous said…

    ainda bem que o que escrevo tem repercursões, sejam elas quais forem :)

     
  • At 3:56 PM, Blogger Diana said…

    Adriana, dá uma olhada no blog. Eu já dei.

     
  • At 1:13 PM, Blogger Adriana said…

    Revoltada?! Eu?! hummm... Não me xeira...

    Belo comentário Diana...

     
  • At 3:39 PM, Blogger Diana said…

    A piada era o sotaque.

     

Post a Comment

<< Home